.

.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

VIA SACRA DO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ SP

VIA SACRA DE JACAREÍ

(Para ser rezada em qualquer lugar, mas especialmente no Caminho da Via-Sacra do Santuário das Aparições)

BENÇÃO DO CAMINHO DA VIA-SACRA
SANTUÁRIO – CRUZ DE AMOR DE DOZULÉ – DIA 01/10/99 – ÀS 18h30min

(Nossa Senhora) “- Conforme Eu havia dito, hoje venho para abençoar esta Via-Sacra...”
(Observação – Marcos): (Trata-se da Via-Sacra do Santuário das Aparições. Conforme Nossa Senhora havia pedido, foi definido o traçado da Via-Sacra, e foram dispostas as quatorze Cruzes, referentes as quatorze Estações, sendo que a última, a décima - quinta, a da Ressurreição, seria a própria Cruz de AMOR.
É este Caminho que Nossa Senhora veio hoje especialmente abençoar. Nossa Senhora começou a traçar vários Sinais da Cruz, e das Suas Mãos saíam ‘Raios de Luz’, que iam em direção ao Caminho da Via-Sacra.
Mais tarde, “ Ela pediria que fossem colocadas, junto à Cruz de AMOR “, uma Imagem sua, como a Senhora das Dores, e de São João Evangelista).
(Nossa Senhora) “- Todos os que vierem aqui fazer esta Via-Sacra, em qualquer dia e em qualquer hora, receberão do Meu Coração a Paz e a proteção...
Aqueles que a fizerem piedosamente receberão de Mim a Graça de sentirem no mais profundo do coração, as Minhas Dores e os Tormentos de Jesus...
Que de uma Estação para outra, seja rezado um Pai-Nosso e sete Ave-Marias, em honra das Minhas Dores e Lágrimas... Particularmente, os que vierem aqui nas quartas e sextas-feiras, para fazer este Caminho de Cruz, receberão Graças do Meu Coração...
Muitos pecadores se converterão aqui, no Caminho desta Via-Sacra e aos pés desta grande Cruz, onde Eu estou ajoelhada, dia e noite, rezando pelos pecadores do mundo inteiro...
Aqui é o Calvário do Meu Santuário... Que “os que Me amam, Me sigam com a Cruz até aqui...”


1ª ESTAÇÃO
JESUS É CONDENADO À MORTE
I


Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Diz-lhes Pilatos: “Que farei então de Jesus, que se chama Cristo?” “Seja crucificado”, responderam todos. Ele perguntou: “Mas que mal praticou?” Eles, porém, gritavam
Cada vez, mia alto: ”seja crucificado!” (MT 27, 22-23) 
Contemplemos Nosso Senhor Jesus Cristo flagelado, coroado de espinhos e injustamente condenado por Pilatos à morte de Cruz. ELE oferece a SUA Vida pela nossa salvação, e a do mundo inteiro.

Quando Pilatos LHE perguntava e Jesus permanecia calado, este censurou-LHE: “Tu não me respondes? Não sabes que tenho poder para Te soltar e para TE crucificar?” Respondeu Jesus: “Não terias PODER algum sobre MIM, se de cima não te fora dado...” Jo (19, 10-11). Portanto, foi Nosso Senhor que livremente, ofereceu por nós a SUA VIDA...

TODOS: Ó Meu adorável Jesus, foi por causa do vosso INFINITO AMOR por mim que VÓS aceitastes morrer na Cruz. Suplico-VOS, meu Jesus, que pelos Merecimentos desse doloroso caminho, e pelas Dores e Lágrimas de Vossa Mãe Santíssima, que tanto sofreu ao ver-VOS condenado, concedais a mim e a todos os peregrinos que vêm até este Monte em Jacareí, a Graça da verdadeira conversão, e que vêm até este Monte em Jacareí, a Graça da verdadeira conversão, e que assistais nossas almas na viagem para a eternidade. Fazei que todos nós VOS amemos, a ponto de darmos nossas vidas por VÓS. Ó, quantas vezes, Senhor, condenamos a verdade e escolhemos o pecado!... Daí-nos a Graça de, de hoje em diante, condenarmos sempre o pecado em nós e à volta de nós, e que reconheçamos sempre os Vossos direitos sobre as nossas almas e as nações. Que a partir de hoje, Senhor, nunca mais nos separemos de VÓS, e que VOS sirvamos com fidelidade.

Ó Mãe Dolorosíssima, VÓS aparecestes neste Monte chorando e pedindo conversão, penitência e oração. Faça-nos sentir Vossa Imensa Dor, a fim de que nos arrependamos dos nossos pecados, e que nunca mais tornemos a ofender ao Vosso DIVINO Filho Jesus Cristo e a VÓS. Fazei, ó Mãe das Dores, que os nossos corações enamorem-se de Vosso DIVINO Filho. Ajudai-nos a aceitar a dor e a cruz, por amor a tão Adorável Senhor e pela salvação das almas. Amém.

Pai-Nosso, Sete Ave-Marias e Glória...

Nesta Mensagem, Nossa Senhora revela como aconteceu...

“... (Pôncio Pilatos) “- Eis o Homem!”Todos gritavam:
                                     (Multidão dos fariseus) “-Crucifica-O!!!”      
...foi nesse momento que cheguei trazida por João, Maria Madalena e outras mulheres, embora tivesse visto tudo o que LHE aconteceu durante a noite e a manhã, através das visões que o Altíssimo Me concedeu...
Vi Meu Filho ser condenado... Que Dor para ELE, ao ver aquela multidão alucinada pedir Sua Morte!... O Meu Coração Imaculado ‘estremeceu’ de uma Dor tão grande, que ninguém jamais poderá sentir, conhecer ou perscrutar...
Pilatos lavou as mãos, dizendo ser inocente do Sangue de Jesus. Trouxeram-LHE a Cruz... “Puseram-NA nos Ombros, e gritaram que A levasse...”
(02/04/94)

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

A morrer crucificado/ teu Jesus é condenado/ por teus crimes pecador. (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão Piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)


2ª ESTAÇÃO
JESUS CARREGA A CRUZ
II

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

“Se alguém quiser vir COMIGO, renuncie-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-ME. Quem quiser salvar a sua vida a perderá; mas aquele que tiver sacrificado a sua vida por Minha causa, (por amor de MIM) recobrá-la-á. Que servirá a um homem ganhar o mundo inteiro se vem a prejudicar (perder) a sua vida? Ou que dará o homem em troca de sua vida?...” ( Mt 16,24-26 )

Contemplemos Nosso Senhor com a Cruz aos ombros, caminhando penosamente para o Calvário; pensando em nós, ELE oferece a DEUS a morte que vai sofrer, para a nossa salvação. SEUS Cabelos estão encharcados de SANGUE; SEUS Olhos estão velados pelo SANGUE que LHE escorre as Coroa de Espinhos; o SEU Corpo está de tal forma chicoteado, que pedaços de Carne e SANGUE LHE caem pelo caminho. A Virgem Dolorosa O vê caminhando para o Calvário, e apressa-SE ao SEU encontro... Os carrascos O empurram para que ande mais depressa, e golpeam-NO sem piedade com os açoites. Nosso Senhor sofre calado, e oferece ao Eterno Pai os SEUS martírios pela nossa salvação.

TODOS: Ó Meu Dulcíssimo Jesus, eu me arrependo de todo coração dos horríveis pecados que tenho cometido, e VOS imploro que concedais a mim e a todos os peregrinos que vêm a Jacareí a Graça de morrermos para o mundo e para nós mesmos; arrependermo-nos dos nossos pecados; confessá-los com verdadeira dor; fazermos penitência deles e vivermos aos Vossos Sagrados Pés, servindo-VOS noite e dia com amor, e também de nunca mais nos separamos de VÓS. Daí-nos, Senhor, uma resignação perfeita à Vossa Santa Vontade, e um grande amor à cruz que nos enviais, a fim de que colaboremos com a nossa própria salvação e a do mundo.

Ó Mãe Santíssima, vejo-VOS transpassada de Dor nesta estação, vendo o Vosso Filho Adorável caminhando penosamente com a Cruz às costas. Vosso Imaculado Coração bate violentamente de Dor, sem nada poder fazer para ajudá-LO. Ó minha Mãe, fazei que em honra desta Vossa Grande Dor, nós amemos, por meio de VÓS, ao Vosso Filho Jesus sobre todas as coisas, e que nunca mais O ofendamos. Amém.


Pai-Nosso, Sete Ave- Maria e Glória ao Pai...

Mensagem de Nossa Senhora... Que narra como aconteceu...

“... Mal ELE podia enxergar o caminho... Não se tratava de uma trave, como muitos pensam, mas de uma Cruz inteira. Jesus era para eles como o “criminoso” mais procurado em toda a região. Por isso, visto que conseguiram prendê-LO, LHE colocaram todo ódio possível. Puseram-LHE uma Cruz inteira a levar...

O povo todo ia gritando pelo caminho... Atiravam-LHE pedras nas Pernas...

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

Com a Cruz é carregado/ e do peso acabrunhado/ vai morrer por teu amor. (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão Piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)

  

3ª ESTAÇÃO
JESUS CAI PELA PRIMEIRA VEZ
III

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

 “O Senhor abriu-me os ouvidos e eu não me opus, não ME retirei. Apresentei as costas àqueles que ME flagelavam, e o Rosto a quem ME arrancava à barba. Não desviei o Rosto dos ultrajes e dos escarros. Meu DEUS está COMIGO. Por isso não serei confundido.” (Is 50, 5-7)

Contemplemos Nosso Senhor Jesus Cristo caminhando com dificuldade, perdendo SANGUE em abundância, e desfalecendo de fraqueza. Não enxerga o caminho, por causa do SANGUE que se LHE escorre da Coroa de Espinhos e pela Dor... Então, cai sob o peso da Cruz. Os soldados desferem contra ELE uma chuva de golpes, para que SE levante, mas... O peso dos pecados e da Cruz é tão grande, que difícil LHE é dar um passo.
Jesus cai para expiar todas as quedas dos homens; todos os pecados e misérias dos homens são expiados pelo ‘manso cordeiro’, caído debaixo da Cruz... ELE levanta-SE para mostrar que o homem pode levantar-se do pecado, se pedir a DEUS com confiança, e se decidir por ELE...

TODOS: Ó meu Querido Jesus, vejo-VOS caído debaixo da Cruz, e sinto-me desfalecer por reconhecer que foram os meus pecados que VOS oprimiram tanto... Quisera eu, Senhor, poder chorá-los todos, e nunca mais VOS ofender...
Peço-VOS, Senhor, que concedais a mim e a todos os que vêm aqui neste Monte, em Jacareí, que não voltemos os mesmos para nossas casas, mas, que aqui os nossos corações sejam lavados em Vosso Preciosismo SANGUE, de forma que passemos das trevas para a LUZ, e vivamos de tal forma os Vossos Ensinamentos, que nossas vidas VOS agradem e VOS consolem, por tantos pecados com que o mundo VOS ofende e entristece...
Ó Mãe das Dores, o Vosso Coração estremeceu ao ver o Vosso Filho caído debaixo da Cruz, por nossa culpa... Daí-nos a Graça de nunca mais cairmos em pecado, e se chegarmos a ter a desgraça de o fazermos, lembrai-VOS de nós, e vinde levantar-nos e salvar-nos novamente, Ó Mãe do AMOR! Amém.

Pai-Nosso, Sete Ave- Maria e Glória ao Pai...

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto
Do madeiro oprimido/ cai Jesus desfalecido/ pela tua salvação. (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)


4ª ESTAÇÃO
JESUS ENCONTRA SUA AFLITA MÃE
IV

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Simeão disse a Maria, SUA MÃE: “Eis que esta CRIANÇA será causa de ruína e de salvação para muitos em Israel. Será um sinal de contradição. E uma ‘espada de DOR’ te transpassará a ALMA, para que se descubram os pensamentos secretos de muitos corações.” (Lc 2,34-35)
Contemplemos o encontro de Maria Santíssima com Jesus neste caminho de Dores. Os Dois AMORES SE entreolham, e os SEUS olhares, como flechas, transpassam os SEUS Corações que tão ternamente SE AMAM. As Lágrimas de Maria Santíssima se tornam Sangrentas e as de Jesus também. Os SEUS Santíssimos Corações mergulham num ‘oceano de Dores e angústias’. O AMOR e a DOR destes dois Cordeiros Imaculados é tão grande, que seria suficiente para enternecer e amolecer até as pedras. Contudo, a dureza e a maldade dos homens é tão grande, que os carrascos afastam Maria Santíssima e obrigam Jesus a caminhar em frente.

TODOS: Ó Meu Jesus, vejo-VOS no encontro com a Vossa MÃE Santíssima, com as Dores aumentadas mais ainda por vê-LA sofrer tão amargamente, ao contemplar a que estado VOS reduziu a maldade e os pecados dos homens. Daí-me, Senhor, a Graça de contemplar sempre as Dores de Vossa MÃE Santíssima, e de chorar com ELA os pecados do mundo e os meus. Fazei com que eu e todos os peregrinos que vêm aqui neste Monte Santo sejamos verdadeiros servos de Vossa MÃE Santíssima. Fazei que fujamos das ocasiões de pecado, e que nos decidamos agora, de uma vez por todas, pela conversão. Fazei que em nossas vidas se realize a Vossa Santa Vontade, por Maria, Vossa Santíssima MÃE...
Ó Mãe Dolorosíssima, nesta estação, lembro-me de Vossas Palavras em Jacareí: “Sinto Dor por todos os Meus filhos que se vão condenando... Rezem muito... façam sacrifícios pela conversão dos pecadores... não ofendam mais a DEUS Nosso Senhor, que já está por demais ofendido... “ Nesta estação, nós VOS pedimos, ajudai-nos a tirar de nós mesmos todo o afeto ao pecado, de forma a não pecar mais, e protegei-nos com o Vosso Manto Sagrado de todo o pecado. Amém.

Pai-Nosso, Sete Ave- Maria e Glória ao Pai...

Nossa Senhora conta o que se passou então...

“... Corri ao encontro do Meu Filho, e esperei-O num ponto do caminho com João, Maria Madalena e minha irmã (parente), Maria de Cleófas...
Aproximou-se o cortejo sangrento: nenhuma palavra. Falaram os Olhos... Falou o Coração!... Ele olhou-Me no fundo dos Olhos e no Coração falou:
“- Minha Mãe!...” e Eu, num ímpeto de Dor e de AMOR, disse-LHE:
“- Meu Filho...”
Os soldados O empurraram para andar mais depressa. O povo O empurrava de um lado para o outro com a Cruz... Isto Me causava Angústia Mortal, sem que soubesse o que fazer...
Oferecia ao Pai Celestial NOSSOS Dois Corações Unidos, Feridos e Esmagados, pela Dor!... Jamais haverá outro OFERTÓRIO na face da Terra, capaz de operar (suprir, reparar, satisfazer à Justiça DIVINA) a sua REDENÇÃO (a REDENÇÃO do gênero humano) com DEUS...*
*(O sentido do que Nossa Senhora disse aqui: Nenhum outro Sacrifício poderá jamais igualar-se ao Dela e de Jesus) (02/04/94)
MÃE Querida agradeço-VOS  por esta Mensagem que nos destes em Jacareí (30/03/94), e que tanto conforta os nossos corações:
“- Meus filhos, ainda hoje Eu Sou a Mãe Dolorosa!... Seus pecados e suas culpas continuam dilacerando o Meu Coração...
Ó almas generosas, levantem-se de todas as partes da Terra para consolar a Sua Mãe!... Enxuguem as Minhas Lágrimas, com o ‘lenço’ do Rosário!... Acariciem-Me o Rosto com a sua reparação!... Amparem Meus Soluços desconsolados com a oração e a penitência... Abracem-Me com a sua conversão e arrependimento!...
Eu desejo, hoje, mais do que nunca, ajudá-los no sofrimento... Eu fui A que mais sofreu depois de Jesus... Seus sofrimentos não têm comparação com os Meus!... Venci... E vocês, da mesma forma, sofrerão e vencerão!...
Rezem o Rosário, e imediatamente, Eu virei como um ‘relâmpago’ para ajudá-los!... (pausa) Hoje, Eu os abençôo com a Bênção da Cruz, em Nome do Pai... Do Filho... E do “Espírito Santo...”

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

De Maria Lacrimosa/ no encontro lastimosa/ vê a viva compaixão. (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)



5ª ESTAÇÃO
SIMÃO CIRINEU AJUDA JESUS A CARREGAR A CRUZ
V

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

“E os soldados, obrigaram um certo Simão de Cirene, que voltava do campo, ajudar Jesus a carregar a Cruz.” (Lc 23,26)
Contemplemos Nosso Senhor, que, de tão cansado, necessita de ajuda. Temem os seus inimigos que expire a cada momento. Maria Santíssima sente toda a DOR do SEU DIVINO Filho, a cada passo dado. Os soldados obrigam então, Simão a carregar, junto com Jesus, a Cruz...

TODOS: Ó Meu Jesus, a que ponto vos levou o AMOR por mim! E, eu, ingrata criatura, não VOS tenho agradecido, nem amado, como mereceis... Ah, meu DEUS, daí-me a Graça de amar-VOS com todas as minhas forças. Não quero mais recusar a cruz. De hoje em diante, aceito-a, e uno-a aos Méritos de Vossa Paixão e Morte. Ajudai-me com a Vossa Graça...
Ó Mãe Dolorosa, fazei com que todos os peregrinos que vêm aqui a Jacareí, aceitem a cruz, como Jesus a aceitou. Ajudai-nos a levá-la com amor e resignação, pela salvação do mundo. Amém.

Pai-Nosso, Sete Ave- Maria e Glória ao Pai...

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

Em extremo desmaiado/ deve auxílio, tão cansado/ receber de Cireneu. (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)



6 ª ESTAÇÃO
VERÔNICA ENXUGA A FACE DE JESUS
VI

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

‘Vimo-LO sem beleza alguma, nem esplendor, nem aparência amável, desprezado e rejeitado pelos homens. ‘“Homem das DORES’, experimentado no sofrimento.” (Is 53,3)
Uma piedosa mulher, Verônica, vendo Jesus muito extenuado, com o Rosto banhado de suor e de SANGUE, apresenta-LHE uma toalha. Enxuga-LHE o Rosto com amor, e seu gesto é recompensado por Jesus com o milagre da impressão de SUA Sagrada Face em sua toalha. Maria Santíssima abençoou Verônica por seu gesto pequeno, mas... De grande amor ao SEU DIVINO Filho Jesus.

TODOS: Ó Meu Jesus! Vosso Rosto DIVINO foi todo desfigurado pelo SANGUE e pelas Chagas. Minha alma também era bela, mas... Não tardei desfigurá-la pelos meus pecados. Meu DEUS  restituí-me a beleza sobrenatural, a primeira beleza da alma, a fim de que VOS agrade com uma alma pura e humilde. Pelos méritos de Vossa Paixão e Morte, concedei-me esta Graça e não permitais que eu volte a manchá-la pelo pecado.
Ó Mãe, com quanto AMOR agradecestes o gesto de Verônica! Ajudai-me, minha MÃE, a também enxugar o Rosto de Jesus, tão ofendido e ultrajado pelos pecados do mundo! Ensinai-me a rezar, a sofrer, e a reparar!... Daí-me a Graça de nunca mais voltar a ofendê-LO, e a levar todas as almas que puder, a fazerem o mesmo... Amém.

Pai-Nosso, Sete Ave- Maria e Glória ao Pai...

Nossa Senhora conta como foi este Doloroso momento...

“... Uma mulher, Verônica, passa por entre os soldados com coragem heróica, e enxuga o Rosto de Jesus... Jesus deixa-lhe a Face impressa na toalha... Mostrou a todos a toalha com o Rosto impresso, a fim de que acreditassem, mas... com um empurrão dos soldados, cai no chão... E o ‘cortejo sangrento’ continua avançando...
Maria Madalena ajudou Verônica a se levantar. Eu Lhe dizia:
“- DEUS a abençoe, Minha Filha, por seu testemunho no meio dos lobos vorazes! DEUS lhe dê a vida eterna!...” (02/04/94)

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

O SEU Rosto ensangüentado/ por Verônica enxugado/ contemplamos com amor. (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)


7 ª ESTAÇÃO
JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ
VII

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

“ELE carregou as nossas dores, e tomou sobre SI os nossos sofrimentos. Foi ferido por nossas culpas, e esmagado pelas nossas iniqüidades.” (Is 53,4)
Contemplemos Nosso Senhor que, esvaído em SANGUE, empurrado de um lado para o outro, cai novamente sob o peso da Cruz. Os soldados golpeiam-NO com maior violência ainda. Maria Santíssima encontra-SE desolada, em meio à multidão que vocifera contra o SEU DIVINO Filho... O Senhor oferece ao Eterno Pai mais esta Queda, para expiar os pecados do mundo, sobretudo, todas as quedas dos homens nos pecados de impureza...

TODOS: Ó Meu Jesus, quantas vezes me tendes perdoado, e eu quantas vezes tenho renovado os meus pecados contra VÓS! Prometi não tornar a pecar e voltei a trair-VOS novamente tantas e tantas vezes!... Tenho sido pior do que Judas, traindo-VOS por coisas mais vis ainda do que ele... Meu DEUS, daí-me a Graça de não VOS ofender mais, e de perseverar na Vossa Graça até a morte!...

Ó Mãe Dolorosa! Pela DOR que sentistes ao ver o Vosso DIVINO Filho caído mais uma vez debaixo da Cruz, peço-VOS: convertei-me sem demora, pois fui eu que fiz Jesus cair, e VOS fiz chorar, e daí-me a Graça de nunca mais entristecer a Jesus e a VÓS! Amém.

Pai-Nosso, Sete Ave- Maria e Glória ao Pai...

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

Outra vez desfalecido/ pelas dores abatido/ cai por terra o Salvador. (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)




8ª ESTAÇÃO
JESUS CONSOLA AS MULHERES DE JERUSALÉM
VIII

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

O povo seguia Jesus em multidão, assim como as mulheres, que batiam no peito e choravam sobre ELE. Mas Jesus, voltando-se para elas, disse: “Filhas de Jerusalém, não choreis sobre MIM: chorai antes por vós e por vossos filhos.” (Lc 23,27-28)
Jesus está regando o caminho do calvário com o SEU Preciosíssimo SANGUE. O cortejo pára por alguns instantes. Jesus consola as mulheres de Jerusalém, e as exorta a chorarem por si mesmas e por seus filhos, ou seja, pelos seus pecados e pelos dos seus filhos, pois, se não se arrependerem e chorarem seus pecados, haverão de perecer por todos por eles.

TODOS: Ó Jesus, vejo-VOS tão acabrunhado de Dores, a consolar as mulheres de Jerusalém... Eu choro amargamente os meus pecados e as ofensas que VOS tenho feito, não somente pelos castigos que tenho merecido, mas... sobretudo, pelo desgosto e tristeza que VOS tenho causado, depois de tanto me terdes AMADO e sofrido por mim. Depoi de tantas provas de AMOR que me destes, depois de terdes morrido por mim, eu nada fiz por VÓS. Meu Jesus, pela Vossa Paixão e pelas Lágrimas de Vossa MÃE Santíssima, eu VOS peço: concedei-me a Graça de ser-VOS fiel para sempre.

Ó Mãe Dolorosa! Contemplastes cheia de gratidão as mulheres que choravam por Vosso Filho! Ajudai-me e também a todos os peregrinos que vêm aqui a Jacareí, a chorarmos por tê-LO magoado tantas vezes com nossos pecados, de forma que nunca venhamos a nos separar DELE. Amém.

Pai-Nosso, Sete Ave- Maria e Glória ao Pai...

Nossa Senhora, com AMOR, relata este encontro...

“... Muitas mulheres vinham chorando o sofrimento DELE... Vi Meu Filho cair segunda vez debaixo da Cruz... As mulheres aproximaram-se pressurosas para ajudá-LO, mas os soldados as impediram... Jesus voltou-SE para elas e disse:

(Nosso Senhor Jesus Cristo) “- Filhas de Jerusalém... Não choreis por MIM... Chorai antes por vós mesmas e por vossos filhos... porque, se assim se trata o Justo e Santo... o que não deverá esperar os pecadores*?
Se EU, que SOU Puríssimo, sou tratado assim, que fim terrível não será o dos pecadores?...”

*(Obs. – Marcos): (Nosso Senhor SE refere ao que espera os pecadores nos tormentos do inferno, que além de terríveis, são eternos. Precisamos meditar muito sobre isto...)” (02/04/94)

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

Das matronas piedosas/ de Sião, filhas chorosas/ é Jesus Consolador. (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)




 9 ª ESTAÇÃO
JESUS CAI PELA TERCEIRA VEZ
IX

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

“Vinde a MIM vós todos que estais cansados, sem forças e EU vos aliviarei. Tomai sobre vós Meu jugo, e aprendei de MIM que Sou manso e humilde de Coração, e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o Meu jugo é suave e o Meu peso é leve.” (Mt 11,28-30)
Contemplemos a grande crueldade dos carrascos para com Nosso Senhor e a imensa brutalidade com que O obrigam a apertar o passo para morrer. ELE está tão fraco que não pode manter-SE de pé, e cai novamente sob o peso da Cruz. Maria Santíssima está transida de Dor e SUAS Lágrimas de SANGUE descem abundantes pelo SEU Imaculado Rosto. Os saldados golpeiam a Jesus com violência, enquanto a multidão levanta impropérios. Esta Terceira Queda de Jesus é para reparar as nossas recaídas no pecado, mesmo depois de termos prometido nunca mais tornar a cometê-los. Somente a conversão sincera poderá consolar a Jesus, que está tão ofendido pelos nossos pecados.

TODOS: Meu Jesus vejo-VOS pisado aos pés dos homens, por AMOR a mim! Sinto-me profundamente arrependido por ter pecado contra VOS tantas vezes e por VOS ter traído, em troca dos prazeres deste mundo. Daí-me a força de vencer os meus maus hábitos, inclinações e pendores, que me levaram a desprezar tantas vezes a Vossa Amizade e a Vossa Graça.
Ó Mãe Dolorosa, ajudai-me a nunca mais ofender ao Vosso Filho Jesus! Fazei com que eu e todos os peregrinos que chegam a este Monte em Jacareí passemos por uma profunda transformação e conversão do coração. Ajudai aos que não consegue deixar às drogas, o álcool, a prostituição, a fim de que todos nos tornemos novas criaturas, para amar e servir a DEUS.

Pai-Nosso, Sete Ave- Maria e Glória ao Pai...

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

Cai terceira vez prostrado/ pelo peso redobrado/ dos pecados e da Cruz. (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)



10 ª ESTAÇÃO
JESUS É DESPOJADO DE SUAS VESTES
X

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

“Os soldados crucificaram Jesus e dividiram entre si os SEUS vestidos, tirando à sorte o que tocaria a cada um. A túnica era feita de uma só peça, tecida de cima para baixo. Disseram, então: não a rasguemos, mas tiremo-la à sorte, para ver a quem toca.” (Mt 15,24)
Os carrascos arrancam com violência as vestes de Jesus, que estavam coladas às feridas, que se reabriram todas, causando-LHE uma Dor atroz. Maria Santíssima contempla aterrada esta cena, e sente-SE abismada em uma Dor pungente. A túnica que ELA havia feito com tanto AMOR para o Seu Filho Adorável, agora LHE era arrancada brutalmente, e tirada à sorte por mercenários.

TODOS: Ó Meu Jesus, que SOIS a mesma Inocência, pelo Mérito das Dores que padecestes então, ajudai-me a depor toda a afeição às coisas da terra, a fim de empregar  todo o meu amor em VÓS, que SOIS tão digno de SER AMADO. Concedei a mim e aos peregrinos que vêm, vieram ou ainda virão a Jacareí, a Graça de nos despojarmos do nosso amor-próprio; da nossa sede dos prazeres do mundo, a fim de que, livres de todo o apego carnal, possamos servir-VOS com todas  as forças.

Ó Mãe Lacrimosa, ajudai-nos a nos libertar dos nossos vícios e apegos desordenados, a fim de que possamos revestir-nos com a Veste da Graça DIVINA, e vivermos com fidelidade os MANDAMENTOS de DEUS. Que aqui em Jacareí, em Vosso Santuário, muitas almas possam despojar-se da veste do pecado, para tomarem a Nova Veste da Graça. Amém.

Pai-Nosso, Sete Ave- Maria e Glória ao Pai...

Nossa Senhora fala desta Dor...

“... Chegados ao cimo do Calvário, crucificaram os dois ladrões. Arrancaram com brutalidade a túnica de Jesus...
Alguma vez já tiveram um curativo tirado bruscamente de suas feridas, depois de haver ficado intimamente colado a elas? Então podem imaginar o que foi para o Meu Filho Jesus, o arrancarem-LHE as roupas, coladas aos seus esfolados e às chagas... Os soldados diziam entre si:

(Soldados) “- Vamos deixá-LO nu, para que todos O vejam!”
Quando ouvi isso, corri e dei-LHE o Meu Cândido Véu, para que se cobrisse a SUA nudez... Afastaram-Me... Contudo, vendo a Minha Aflição, estranhamente, compreenderam Meu gesto e desolação, e não LHE tiraram totalmente as vestes, deixando as que ELE trazia por debaixo da túnica... “ (02/04/94)

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

Dos vestidos despojado/ tão chagado e pisado/ eu Vos vejo, meu Jesus! (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)



11ª ESTAÇÂO
JESUS É PREGADO NA CRUZ
XI

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

“E chegando ao lugar do Calvário aí O crucificaram”. ( Lc 23,33)
Contemplemos como Nosso Senhor foi violentamente atirado sobre a Cruz, e pregado com rombudos cravos. O SANGUE corre e o SEU Corpo Santíssimo SE contorce. Maria Santíssima contempla petrificada esta bárbara cena, e só não morre por que é socorrida por especial Graça Divina. Os Anjos do Céu contemplam com assombro o Filho de DEUS, Crucificado por AMOR aos homens.

TODOS: Ó Meu Jesus, contemplo-VOS desprezando por todos, e pregado na Cruz com furor para me salvar. Prendei o meu coração aos Vossos Pés, para que VOS ame sempre e nunca me afaste de VÓS. Crucificai-me Convosco, para que eu sinta um pouco das Vossas Dores, e assim, ajude na conversão dos  pecadores. Que os pecadores VOS encontrem no Caminho desta Via-Sacra, meu Jesus, e nunca mais VOS deixem, por maior que seja a tentação, quer espiritual ou material. Que todos nós sejamos lavados pelo Vosso SANGUE Preciosíssimo, e libertados de todo mal.

Ó Maria, minha Mãe AMOROSÍSSIMA, colocai-nos dentro das Santas Chagas de Vosso Filho, e nunca mais nos deixeis sair Delas. Concedei-nos a Graça de fazermos uma sincera penitência de todos os nossos pecados, e a Graça de não morrermos sem os últimos Sacramentos. Amém.

Pai-Nosso, Sete Ave-Marias e Glória ao Pai...

Repleta de Dores, Nossa Senhora diz como tudo aconteceu...

“... Começaram a crucificação... Empurraram Jesus e O estenderam na Cruz... Com grande brutalidade, esticaram-LHE as Mãos e os Pés, e com fortes marretadas, cravaram-LHE as Mãos e os Pés...
O Sangue corria incessantemente ... Ao mesmo tempo, o Meu Doloroso e Imaculado Coração sentiam as mesmas marretadas a parti-LO, esmagá-LO e feri-LO... Cravado já na Cruz, davam-LHE socos, pauladas e chutes no Corpo...
Começaram a levantar a Cruz com cordas amarradas a ela. Suspenderam a Cruz e a jogaram num buraco preparado... “Ouvi o forte embate da Cruz no terreno, que O fez ‘estremecer’ violentamente de Dor...” (02/04/94)

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

Sois por mim na Cruz pregado/ insultado e blasfemado/ com cegueira e com furor. (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)


12ª ESTAÇÂO
JESUS MORRE NA CRUZ
XII

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Vendo perto da Cruz SUA Mãe, e junto Dela o Discípulo AMADO, disse à SUA Mãe: “Mulher, eis aí teu filho.” E disse a João: “Filho, eis aí tua Mãe.” “Tenho provado o vinagre, Jesus disse: “Tudo está consumado.” E inclinando a Cabeça, expirou. (Jo 19,26-27; 28)

TODOS SE AJOELHAM...

Contemplemos Nosso Senhor agonizando por três horas na Cruz. Dá-nos SUA Mãe Santíssima por Mãe, perdoa SEUS inimigos, e o ladrão arrependido. Depois, extenuado de Dores, inclina a Cabeça e morre... (silêncio)...
A terra treme, os montes desabam e os mortos ressuscitam. O centurião reconhece que Jesus é o Filho de DEUS, enquanto Maria Santíssima contempla, transpassada de Dor, o Corpo de SEU DIVINO Filho pendente da Cruz.

TODOS: Ó Meu Jesus, Vítima de AMOR, eu beijo com Ternura a Vossa Cruz, na qual morrestes por mim. Daí-me a Graça de consumir a minha vida por amor a VÓS, servindo-VOS cada dia mais com amor e fidelidade. Fazei que eu morra para o mundo, e viva só para VÓS.
Ó Mãe Amarguradíssima, concedei-me a Graça de participar sempre de Vossa Imensa Dor, e enxugar Vossas Lágrimas Ternas por uma vida de oração e penitência. Livrai-me e a todos os peregrinos, da morte má e eterna. Guardai nossas almas para a Vida Eterna. Amém.

Pai-Nosso, Sete Ave-Marias e Glória ao Pai...

Nossa Senhora rasga o véu, e nos revela um pouco mais da extensão mar de DORES e da Angústia Mortal que feriu os SEUS Corações, intimamente unidos...

“... Do alto da Cruz, ELE olhava toda a multidão que se juntou no Calvário. Ninguém viera para consolar, só para julgar, para condenar... Os soldados e os fariseus, diziam entre si e depois gritavam, tentando Jesus:

(Soldados e fariseus) “- Tu que salvaste aos outros, salva-TE a TI mesmo e nós acreditaremos... Desce da Cruz!” Todos riam... Jesus murmurou, do alto da Cruz:

(Nosso Senhor Jesus Cristo) “- PAI perdoai-lhes, porque não sabem o que fazem!...”
Fomos admitidos ao pé da Cruz como a família do agonizante... Um dos ladrões também insultava Jesus, dizendo:

(O mau ladrão) “- Tu não és o Cristo? Salva-TE a Ti mesmo e a nós também!” Mas o outro, Dimas, viu a paciência de Jesus em suportar tantos insultos, em rezar pelos seus próprios inimigos... Viu a sua própria vida levada sem DEUS, e pensou:
“- Este homem que até perdoa os inimigos, que suporta tudo isso, é o Filho de DEUS!”
Dimas olhou-Me aos pés da Cruz e murmurou, pedindo-Me que lhe obtivesse o perdão de Meu Filho... Olhei para o Meu Filho, e pedi-LHE que o perdoasse. Em seguida, Dimas respondeu ao outro ladrão:

(O bom Ladrão – São Dimas) “- Tu estando à beira da morte não temes a DEUS? Nós estamos sofrendo porque merecemos, mas Jesus nada fez de mal...” e voltando-se para o Meu Filho, disse:

(O bom ladrão – São Dimas) “- Senhor, lembra-TE de mim, quando estiveres no TEU Reino!” Jesus lhe respondeu:

(Nosso Senhor Jesus Cristo) “- Em verdade, em verdade Eu te digo: hoje mesmo estarás COMIGO no Paraíso!...” Uma imensa escuridão envolveu a Terra, até a Hora da Morte de Jesus... De vez em quando, ouviam-se trovões e faiscavam relâmpagos...
Jesus viu-Me ao pé da Cruz... Olhou para Mim e disse:

(Nosso Senhor Jesus Cristo) “- Mulher, eis aí teu filho!...” E em seguida, disse a João:
(Nosso Senhor Jesus Cristo) “- Eis aí a Tua MÃE...”
...daquele momento em diante, Eu tornei-Me Mãe de todos os homens... O Sangue que escorria do SEU Sagrado Corpo, juntava-se às Minhas Lágrimas de Sangue, que pingavam no chão poeirento do Calvário...

Naquele instante, a Minha Dor atingiu um vértice tão alto que jamais nenhuma mente, nem humana, nem angélica, poderá perscrutar...

Naquele instante também, foram-Me mostradas pelo Altíssimo, as Cruzes de todas as almas futuras, e o quanto a Minha Presença Materna junto delas as ajudaria a também se oferecerem em união com o Meu Jesus...
Doravante, deverei Eu estar junto de todos os doentes e agonizantes, para ajudá-los a sofrer e a morrer como um grão de trigo caído na terra, para que muitas almas ressuscitem e se salvem...
Ó filhos, sintam a Minha Doce Presença junto das suas cruzes, e entreguem-Me os seus corações!...”

(Observação – Marcos): (A um dado momento, vi Nosso Senhor falar em alta voz:)
(Nosso Senhor Jesus Cristo) “- Eli, Eli, lamma sabactani?...” (Meu Deus, Meu Deus porque Me abandonaste?) Os fariseus começaram então a vociferar com maior raiva. Em seguida, Nosso Senhor disse:

“- Tenho sede!” Um soldado pegou uma esponja, molhou-a em vinagre, colocou-a na ponta de uma lança e deu-a para que provasse. Exclamou então Jesus:
“- Tudo está consumado... PAI, em Tuas Mãos entrego o Meu Espírito!” Jesus deu ainda um forte grito, dizendo:

“- MÃE!!!...” E em seguida expirou... Abandonou-SE ao peso do Seu Corpo... deixando cair a Cabeça sobre o Peito...
Um grande terremoto racha as montanhas e faz tremer a terra. Raios e trovões ribombam. Uma Mão misteriosa rasga o véu do templo. O centurião exclama:

(Centurião) “- Este era mesmo o Filho de DEUS!”

Os fariseus queriam que Lhes quebrassem logo as pernas, para serem retirados da Cruz porque já chegava o Sábado. Eles também tinham visto os Sinais que se produziram na Morte de Jesus, contudo, os seus corações estavam tão obstinados, cegos e duros, que nada mais lhes afetava. Olhavam para o Corpo de Jesus Morto, com total indiferença e frieza.
Os soldados foram e quebraram as pernas dos ladrões, que logo morreram. Vendo Jesus morto, LHE transpassaram o Lado, para ver se realmente já tinha morrido e ou se apenas estava desmaiado... Da ferida escorreu Sangue e Água em abundância...
Chegou Nicodemos e José de Arimatéia, com a notícia de que conseguiram de Pilatos licença para descer o Filho de Deus da Cruz e sepultá-LO... Contemplava a Mãe Santíssima tudo isto, transpassada e mergulhada em desolação... (Nossa Senhora diz:)

Mensagem de Nossa Senhora, dia 02/04/99 – Sexta-feira Santa Aparição junto à ‘Fonte da Graça’- Santuário

(Marcos): Nossa  Senhora apareceu como Nossa Senhora das Dores, com manto preto e vestido roxo. (Disse Ela:)

“- Fiquem hoje Comigo aos pés da Cruz do Meu Filho, que depois de uma dolorosíssima agonia, morre para salvar toda a humanidade...

Hoje, Eu Sou a Mãe da Dor e da solidão... Com Minha alma despedaçada pela angústia, fiquei aos pés da Cruz de Meu Filho...

Eu Sou a Mãe da Dor e da solidão, porque ao ser separada do Meu Filho Jesus, no instante da Crucificação fiquei só, sem o Meu Único e Verdadeiro AMOR, sem a razão de todo o Meu ser e do Meu existir... Fiquei DELE separada, fiquei DELE apartada, enquanto contemplava desolada a SUA crucificação...

Hoje, Eu Sou a Mãe da Dor e da solidão, porque ouvi os lamentos do Meu Filho, dirigidos do alto da Cruz, em meio a dores atrozes, sem que ninguém aliviasse o SEU Sofrimento...

Hoje, Eu Sou a Mãe da Dor e da solidão, porque diante da crueldade dos carrascos, satanás desferia todo o seu ódio contra o Meu Filho agonizante...

Hoje, Eu Sou a Mãe da Dor e da solidão, porque mesmo depois de quase dois mil anos daquele DIA, daquele mais terrível DIA da Minha VIDA, muitos não se lembram dos sofrimentos que Meu Filho Jesus padeceu, e das Dores do Meu Coração Imaculado... sequer se lembram do SEU NOME...

Hoje, Eu Sou a Mãe da Dor e da solidão, porque a humanidade, caída  num abismo de falta de Fé, de falta de religião, oração e piedade, afastou-se de DEUS, seu Criador, rebelou-se contra ELE, e decidamente preferiu a satanás e o mal...

Eu Sou a Mãe da Dor e da solidão, porque vejo a Minha querida filha, a Igreja, desprezada, vilipendiada, e Ela mesma obscurecida, por uma grande falta de Fé e de fervor... Há muitos filhos Meus que crêem, isto é verdade, mas... muitos já perderam a fé, e já não crêem em mais nada... muitos já perderam a Fé, e já não crêem em mais nada... Não crêem nem mesmo na Morte e no Santo Sacrifício de Meu Filho... Esta é a razão da Minha Maior Dor...

Eu Sou a Mãe da Dor e da solidão, ao ver o Meu Filho Jesus abandonado na Eucaristia, desprezado nos Seus Sacramentos e nos Seus Mandamentos...

Hoje, Eu Sou a Mãe da Dor e da solidão, que está ao lado de todos os Meus filhos vilipendiados, desprezados, humilhados e condenados por esta humanidade pervertida e atéia, que se afastou do Senhor...

Hoje, Eu Sou a Mãe da Dor e da solidão, ao ver que Minhas numerosas Mensagens e Lágrimas, não conseguem converter os seus corações, já insensíveis a qualque coisa  do Céu...
Por isso, fiquem Comigo aos pés da Cruz, em íntima e intensa Dor e oração de AMOR...  Comigo ofereçam...  Comigo sofram... Comigo esperem...  Comigo confiem.... Comigo chorem... Comigo entreguem-se ao Senhor, juntamente com o Meu Filho, para a salvação de toda a humanidade...  Somente assim, poderão aliviar a Minha Grande Dor e a Grande Dor do Meu Filho...

Convido-os: - sejam Santos, e hoje abandonem de uma vez por todas os seus pecados!... Assim, a Minha Grande Dor se converterá em uma Grande Alegria, e então poderá ser visto no mundo todo, o Grande TRIUNFO do Meu Coração Imaculado, que coincidirá com a maior exaltação do Santo Sacrifício de Meu Filho Jesus em toda a Sua Glória!...”

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

Meu Jesus por mim morrestes/ por meus crimes padeceste/ ó quão grande é minha dor! (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão Piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis) 



13ª ESTAÇÃO
JESUS É DESCIDO DA CRUZ
E POSTO NOS BRAÇOS DE SUA MÃE SANTÍSSIMA
XIII

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

“Depois disso, José de Arimatéia... veio e retirou o Corpo de Jesus.” (Jo 19,38)
Contemplemos José de Arimatéia e Nicodemos descendo o Corpo de Jesus da Cruz, e colocando-O nos Braços de SUA Mãe Dolorosa, que O recebe com AMOR e aperta-O, cheia de Dor e Saudade, sobre o SEU Coração. ELA beija-LHE as Chagas, e acaricia SEU DIVINO Rosto, sem vida. SUAS Lágrimas Maternas caem sobre o Rosto imóvel de SEU DIVINO Filho, deixando o SEU Imaculado Coração imerso num mar de Dores.

TODOS: Ó Mãe das Dores, vejo-VOS com tanto AMOR recebendo o Vosso DIVINO Filho em Vossos Braços Puríssimos, mas, ELE já está morto. À Vossa Dor, não há dor que se iguale. Que dor sinto eu por Vos ter feito sofrer tanto, e por ter causado a morte do Vosso Filho com os meus pecados. Ajudai-me, Minha Mãe Lacrimosa, a nunca mais pecar. Recebei-me como Vosso filho, e que eu nunca mais deixe a Jesus e a VÓS, que SOIS a minha Esperança. Amém.

Pai-Nosso, Sete Ave-Marias e Glória ao Pai...

A desfalecer de DORES, Nossa Senhora revela...

(Nossa Senhora) “- Ó, Meu Coração Se sentia despedaçado de tanta Dor, e já não tinha mais Força sequer para chorar... O Anjo do Senhor, que baixou no Horto das Oliveiras para confortar Meu DIVINO Filho em SUA Agonia, desceu naquele instante para confortar-Me, pois caso contrário, Eu teria morrido...

Desceram os Braços de Jesus, e depois desprenderam os SEUS DIVINOS Pés, e devagar colocaram-NO em Meu Colo Materno...

Sou a Mãe da Piedade!... Com que Dor incomparável recebi o Meu DEUS em Meu colo!... Aproximei Meus Lábios de SUAS Mãos Sacrossantas! Aquela Cabeça perfurada... Os Pés a derramar tanto Sangue...

Ó, vós todos que passais pelo caminho, reparai e vede se há dor, maior que a Minha Dor?...
“José de Arimatéia, Nicodemos, Maria Madalena e as outras mulheres depositaram Jesus num esquife, enquanto Eu, imersa num êxtase de Grande Dor, mal conseguia chorar...” (02/04/94)

Ó MÃE da Piedade, eu VOS agradeço profundamente e Vos louvo por esta Mensagem que nos destes em Jacareí (12/04/95), com o Vosso Coração transido de DOR por nossos pecados:

“- Ó queridos filhos, Eu os AMO com todo o Meu Coração de Mãe!... Hoje, quando Me contemplam como a Mãe das Dores, desejo dizer que os seus sofrimentos, comparados aos Meus, nada são...

Eu fui A que mais sofreu!... (pausa)
Com DEUS, sofri e VENCI! E vocês, da mesma forma, com DEUS, sofrerão e VENCERÃO!...
Continuem a rezar o Santo Rosário todos os dias!... Abençôo-os em Nome do Pai... do Filho... e do Espírito Santo...”

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

Do madeiro VOS tiraram/ e à Mãe VOS entregaram/ com que dor e compaixão! (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão Piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)



14ª ESTAÇÃO
JESUS É SEPULTADO
XIV

Nós VOS adoramos, Senhor Jesus Cristo, e VOS bendizemos, Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

“No lugar onde tinha sido Crucificado havia um jardim, e nesse jardim um sepulcro novo, onde ninguém tinha sido sepultado. Foi lá que eles colocaram Jesus.” (Jo 19,42)
Contemplemos os discípulos caminhando para o sepulcro em silêncio, a fim de darem sepultura a Nosso Senhor. Nossa Senhora os acompanha imersa em Dor profunda. ELA arruma o Corpo do SEU DIVINO Filho no túmulo. SEU Imaculado Coração agora está repleto de Angústias, como jamais estará nenhum outro coração humano. Os discípulos e as santas mulheres A ajudam, pungidos também eles de dor. Todos saem e rolam a pedra. Um profundo silêncio cai, e os discípulos voltam com Maria Santíssima.

TODOS: Ó Meu Jesus sepultado, para salvar-me da condenação eterna, é que destes Vossa VIDA por mim. Pelos Méritos de Vossa Morte Amarguíssima, concedei-me as Graças necessárias para a minha salvação. Concedei a todos os peregrinos que vêm aqui a Jacareí, neste Santuário, a Graça de rezarem com fervor, e de serem conduzidos à eterna salvação.
Ó Maria Santíssima, Mãe da Soledade, ajudai-nos a viver tudo quanto meditamos nesta Via-Sacra, enquanto subíamos neste Monte Sagrado. Fazei-nos descer dele renovados e transformados interiormente, e sobretudo, decididos a começar uma nova vida de hoje em diante. Que todos os peregrinos que fizerem esta Via Sacra, encontrem o AMOR de DEUS e o Vosso AMOR, ó Mãe Querida. Que eles sejam curados de todo o mal do corpo e da alma, e sejam transformados em Verdadeiros Apóstolos da Luz e da Salvação. Amém.

Pai-Nosso, Sete Ave-Marias e Glória ao Pai...

Com o Seu Coração partido de Saudade e Dor, Nossa Senhora nos fala...

“... Colocamo-LO num sepulcro de José de Arimatéia... Os homens rolaram uma grande pedra. Em seguida, voltamos para Jerusalém e assim passamos em oração e lamentos toda a noite, assim também como o Sábado...

Passem, Meus filhos, em profunda oração, estas horas que antecedem a Ressurreição...
Rezem... Este mundo pervertido, morto e sepultado pelo pecado precisa ressuscitar. Rezem Comigo pelo mundo! Orem pelos pecadores!...

Revelei-lhe, Meu filho, o Mar de Dores que Jesus e Eu suportamos e padecemos pela redenção da humanidade...

Convertam-se! Convertam-se! Convertam-se!... Arrependam-se dos seus pecados! Por isso, queridos filhos, unidos a Mim, a Mãe das Dores, ajudem-Me a transformar este mundo cheio de pecado, num oásis de Paz...

Eu, a Rainha da Paz, revelei-lhes “um pouco mais” da Paixão do Meu Filho, para que todos sintam até que ponto chegou o AMOR de DEUS pelos homens...

Participem da Minha imensa Dor de Mãe, ao ver que milhares de Meus filhos continuam rejeitando o AMOR de DEUS, e por isso, necessitam de conversão... Rezem muito!... Rezem muito!...

Hoje, no Dia da Minha Grande Dor, Eu os abençôo em Nome do Pai... do Filho... e do Espírito Santo...” (02/04/94)

Canto

Bendita Sejais, Senhora das Dores! Ouvi nossos rogos, Mãe dos Pecadores!

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Canto

No sepulcro VOS deixaram/ sepultado VOS choraram/ magoado o coração. (bis)
Pela Virgem Dolorosa/ Vossa Mãe tão Piedosa/ perdoai-me meu Jesus. (bis)

ORAÇÃO FINAL:

Senhor Jesus, aqui aos Vossos Pés, venho pedir-VOS mais uma vez perdão de todos os meus pecados, e as Graças que me são necessárias para a minha salvação, Fazei com que eu VOS ame sobre todas as coisas, e nunca mais me afaste de VÓS. Gravai em meu coração uma terna lembrança da Vossa Paixão, para que jamais eu me esqueça do Vosso Imenso AMOR por mim.

Ó Maria, Rainha e Mensageira da Paz, concedei-me a Graça de sempre honrar e amar Vossas Dores e Lágrimas Maternas, e de nunca mais ofender ao Vosso Filho Jesus, e ao Vosso Imaculado Coração. Enchei-me de FÉ, Esperança e Caridade, verdadeira contrição e firme propósito de emenda. Guardai-me das ciladas do demônio, e guiai-me pelo caminho da Salvação e da Vida. Que as Vossas Lágrimas Maternais salvem a minha alma da condenação eterna. Amém.

Via Sacra extraída do Livro das Mensagens de JESUS, MARIA e JOSÉ
Nas Aparições de Jacareí/ SP
Digitado pelo Blog:  http://clicaeveja.blogspot.com.br/


A todos uma Santa Semana!
A Paz!
São João e Santa Maria Madalena acompanhou toda Paixão de Nosso Senhor junto com Maria Santíssima até o sepulcro, podemos recorrer pela sua intercessão junto a nós.
Lembremos destes dois personagens nesta Via Sacra.
São João, Apóstolo e Evangelista

João, filho de Zebedeu e de Salomé, irmão de Tiago Maior, de profissão pescador, originário de Betsaida, como Pedro e André, ocupa um lugar de primeiro plano no elenco dos apóstolos. O autor do quarto Evangelho e do Apocalipse, será classificado pelo Sinédrio como indouto e inculto. No entanto, o leitor, mesmo que leia superficialmente os seus escritos, percebe não só o arrojo do pensamento, mas também a capacidade de revestir com criativas imagens literárias os sublimes pensamentos de Deus. A voz do juiz divino é como o mugido de muitas águas.

João é sempre o homem da elevação espiritual, mais inclinado à contemplação que à acção. É a águia que desde o primeiro bater das asas se eleva às vertiginosas alturas do mistério trinitário: "No princípio de tudo, aquele que é a Palavra já existia. Ele estava com Deus e ele mesmo era Deus."

Ele está entre os mais íntimos de Jesus e nas horas mais solenes de sua vida João está perto. Está a seu lado na hora da ceia, durante o processo, e único entre os apóstolos, assiste à sua morte junto com Maria. Mas contrariamente a tudo o que possam fazer pensar as representações da arte, João não era um homem fantasioso e delicado. Bastaria o apelido humorista que o Mestre impôs a ele e a seu irmão Tiago: "Filhos do trovão" para nos indicar um temperamento vivaz e impulsivo, alheio a compromissos e hesitações, até aparecendo intolerante e cáustico.

No seu Evangelho designa a si mesmo simplesmente como "o discípulo a quem Jesus amava." Também se não nos é dado indagar sobre o segredo desta inefável amizade, podemos adivinhar uma certa analogia entre a alma do Filho do homem e a do filho do trovão, pois Jesus veio à terra não só trazer a paz mas também o fogo. Após a ressurreição, João está quase constantemente ao lado de Pedro. Paulo, na epístola aos gálatas, fala de Pedro, Tiago e João como colunas na Igreja.

No Apocalipse, João diz que foi perseguido e degredado para a ilha de Patmos "por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus Cristo". Conforme uma tradição unânime ele viveu em Éfeso em companhia de Maria e sob o imperador Domiciano foi colocado dentro de uma caldeira com óleo a ferver, mas saiu ileso e todavia com a glória de ter dado testemunho. Depois do exílio de Patmos voltou definitivamente para Éfeso, onde exortava continuamente os fiéis ao amor fraterno, resultando em três cartas, acolhidas entre os textos sagrados, assim como o Apocalipse e o Evangelho. Morreu carregado de anos em Éfeso durante o império de Trajano (98-117), onde foi sepultado.

(Fonte: Evangelho Quotidiano)

MARIA MADALENA


Maria Madalena ou Maria Magdala, ao lado da Virgem Maria foi uma das mulheres que colaboraram com o apostolado de Jesus (Lc 8,2-3).

Acompanhou Jesus até o calvário e o sepulcro. Foi também a primeira a visitar o túmulo, e viu o Cristo ressuscitado, e anunciou aos discípulos.

Foi a primeira testemunha da ressurreição. Aprendamos com Maria Madalena que todos os que buscam sinceramente o Senhor encontram-no vivo e ressuscitado.

Foi uma mulher que teve um grande encontro com Jesus em sua vida. O seu grande amor por Jesus a transformou de pecadora a discípula e missionária.

Ela não viveu com as mágoas de sua experiência dolorosa de vida, mas preferiu viver a experiência dada por Jesus anunciar os seus ensinamento e levar a sua Palavra aos irmãos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário