.

.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ SP BRASIL

Recordando + uma mensagem de São José, dada ao Vidente
 Marcos Tadeu em 16 de novembro de 2007


“ -Marcos..., filho caríssimo, te abençoo hoje com todos que sinceramente vieram rezar contigo. É preciso fazer “guerra” aos próprios apegos... ás paixões interiores... e aos próprios defeitos todos os dias. A maior obra que o homem pode fazer para glorificar e agradar a Deus é fazer guerra contra si mesmo todos os dias.

O homem que não faz guerra aos seus defeitos..., aos seus apegos..., mesmo que seja as suas idéias, julgamentos e pensamentos, acabará por se tornar vitima de si mesmo.
Santidade verdadeira não é ser popular e nem mesmo ganhar a estima dos homens.

Verdadeira santidade é lutar contra si mesmo e seus defeitos para então desapegar-se de tudo, morrer para si e para o mundo para viver unicamente para o Senhor.

Mais aproveita o homem que faz guerra contra os seus defeitos um só dia do que o homem que passa a vida toda entretendo-se com as criaturas, mesmo que seja com as melhores intenções.

Pouco cuida de sua alma o homem que se entretém demais com as criaturas. O homem que fala muito e entretém-se muito com o mundo certamente é descuidado de sua alma e por isso não enxerga as árvores venenosas que nela vicejam. 

O homem espiritual, concentra-se na luta contra os seus defeitos, contra os seus apegos e contra o seu egoísmo para que então, verdadeiramente livre seja digno de unir-se com Deus..., com Maria Imaculada e Comigo. E só então, depois de ter possuído essa coroa de liberdade, é que vai para trazer outras almas pelo mesmo caminho de desapego e mortificação para que elas também alcancem a coroa de liberdade.

O Meu Amantíssimo Coração deseja elevar as almas a uma grande união com Deus. Mas, só levará as almas verdadeiramente empenhadas na guerra contra a sua vontade própria, contra o seu egoísmo, o seu egocentrismo e a sua vaidade interior.

Que continueis a rezar todas as orações que vos demos aqui pedindo a graça de não serdes pusilânime [1] mas sim, de combaterdes o bom combate, ou seja, o combate contra a vossa vontade, o vosso apego e o vosso amor próprio de si mesmos.

Eu te abençoo Marcos com todos os Meus filhos que todos os dias anseiam por Mim e Me buscam...”

[1] que ou aquele que é fraco de ânimo;tímido;cobarde;medroso;poltrão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário