.

.

quinta-feira, 20 de março de 2014

SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ SP BRASIL

REVER UM PEQUENO TRECHO...

MÍSTICA CIDADE DE DEUS
MARIA DE ÁGREDA
TERCEIRO TOMO


MARIA NO MISTÉRIO DA REDENÇÃO
(na vida pública de Jesus)

DOUTRINA QUE ME DEU A RAINHA DO CÉU MARIA SANTÍSSIMA.


A ciência de Cristo crucificado

1237. Minha filha, tudo o que vais escrevendo e entendendo pela minha doutrina, constituirá sentença contra os mortais, e contra ti se não superarem a mesquinhez, ingratidão e grosseria, meditando dia e noite na paixão, dores e morte de Jesus crucificado. Essa é a ciência dos santos (Sab 15, 3) ignorada pelos mundanos; é o pão de vida e entendimento que sacia e dá sabedoria aos pequenos, deixando vazios e famintos aos soberbos amadores do século.

Quero-te muito aplicada e sábia nesta ciência, com a qual te virão todos os bens (Sab 7, 11). Meu Filho e Senhor ensinou o método desta oculta sabedoria quando disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vai ao meu Pai senão por Mim (Jo 14, 6).

Dize-me, pois, caríssima, se meu Senhor e Mestre se fez caminho e vida dos homens, por meio da paixão e morte que sofreu por eles, não é forçoso que, para andar neste caminho e professar esta verdade, se deva passar por Cristo crucificado, aflito, açoitado e desprezado? Vê, pois, a ignorância dos mortais que desejam chegar ao Pai sem passar por Cristo.

Sem haver padecido nem compadecido com Ele, querem reinar com o Senhor. Não se lembram de sua paixão e morte, nem para experimentá-la em alguma coisa, nem para agradecê-la sinceramente. Pretendem que ela lhes valha para, na vida  presente e na eterna, só gozarem dos deleites e da glória, enquanto seu Criador padeceu acerbíssimas dores e paixão para nela entrar (Lc 24, 26), deixar-lhes o exemplo e abrir-lhes o caminho da luz.

O preço da alegria é a cruz

1238. O descanso é conquistado pelo trabalho e não será compatível com ele a confusão de não haver trabalhado.

Não é verdadeiro filho, o que não imita seu pai, nem fiel servo, o que não acompanha seu senhor; nem discípulo, o que não segue o seu mestre. Também Eu não considero meu devoto, quem não se compadece do que meu Filho e Eu padecemos. O amor com que procuramos a salvação eterna dos homens nos obriga, ao vê-los tão esquecidos desta verdade e tão avessos a padecer, a enviar-lhes trabalhos e penalidades. Já que não os amam livremente pelo menos aceitem-nos e sofram-nos obrigados e por este modo entrem no caminho certo do descanso eterno que desejam.

Apesar de tudo isso, ainda não despertam. O cego amor e inclinação pelas coisas visíveis e terrenas, os retarda e embaraça, torna-lhes o coração insensível e lhes rouba toda memória, atenção e afetos com que poderiam elevar-se acima de si e das coisas transitórias. Daqui procede, que nas tribulações não encontram alegria, nem alívio nos trabalhos, nem consolo nas penas, nem gozo na adversidade, nem tranqüilidade alguma.

Têm aversão por tudo isso, nada querem que lhes seja penoso, como desejavam os santos que se gloriavam nas tribulações (Rom 5, 3), como quem conseguia satisfação de seus desejos. Em muitos fiéis tal ignorância é ainda maior: alguns pedem ser abrasados no amor; outros suplicam o perdão de suas muitas culpas; estes que se lhes concedam muitas graças. Nada se lhes pode dar, porque não o pedem em nome de Cristo, meu Senhor, imitando-o e acompanhando-o em sua paixão.

A cruz, caminho da perfeição

1239. Abraça pois, minha filha, a cruz e fora dela não aceites consolação alguma em tua vida mortal. Pela Paixão, sentida e meditada, subirás ao cume da perfeição e adquirirás o amor de esposa. Imita-me muito nisto, segundo a luz que recebes e a obrigação que te confio. Bendize e enaltece a meu Filho santíssimo pelo amor com que se entregou à Paixão pela salvação humana. Pouco reparam os mortais neste mistério. Eu, porém, como testemunha ocular, te advirto que, na estima de meu Filho santíssimo teve o primeiro lugar sua ascensão à destra do Pai. Em seguida, nada estimou mais e desejou de todo o coração, do que padecer, morrer e entregar-se para isso a seus inimigos. Quero também que lamentes, com íntima dor de que Judas em suas maldades e traição, tenha mais seguidores do que Cristo. Muitos são os infiéis, muitos os maus católicos, muitos os hipócritas que, com o nome de cristão, o vendem, entregam e novamente o querem crucificar. Chora por todos estes males que conheces e compreendes, para também nisto me seguir e imitar. 

Propicio para Meditamos nesta “Quaresma” saiba mais sobre estes Tomos através:
 DO TELEFONE (0xx12) 9701-2472 OU E-MAIL ABAIXO:


TERÇO DA PAIXÃO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO
CD DE ORAÇÃO MEDITADO - PAIXÃO DE CRISTO.
Contemple por alguns instantes esta “FACE”.




REZEMOS: 

A Paz!


Nenhum comentário:

Postar um comentário