.

.

sábado, 14 de julho de 2012

A Aparição de Jacareí SP Brasil

(Livro)


Devoção dos 15 Sábado do Rosário.

Cristo


Ontem, hoje e sempre.

Este livreto foi organizado e publicado em louvor de nosso Senhor Jesus Cristo e de sua Mãe Maria santíssima, e como recordação da passagem ao terceiro milênio de nossa feliz era da graça cristã.

OS 15 SÁBADOS DO ROSÁRIO

É uma devoção muito antiga propagada pelos frades dominicanos, filhos da Ordem de São Domingos, o grande Santo pregador do rosário. Esta devoção é feita durante 15 sábados seguidos de Junho a Outubro, sendo que o último será o mais próximo da festa de Nossa Senhora do Rosário, que se celebra no dia 7 de Outubro.
Quando o primeiro sábado começar dia 30 de Junho, o último sábado cai na festa do Rosário a 7 de Outubro. Nada impede, entretanto, que seja feita em qualquer outra época do ano.

Como se faz a devoção:

Em cada sábado comemora-se um dos 15 mistérios do Rosário: no primeiro sábado é o primeiro mistério gozoso, a Encarnação; no segundo sábado o segundo mistério, a Visitação, e assim por diante, até o 5º gozoso. Depois destes começarão os 5 dolorosos, e terminados seguem os 5 gloriosos.
Em cada sábado reza-se o terço. Para cada dezena há uma leitura meditada sobre o respectivo mistério, procurando aplicar na própria vida os exemplos das virtudes de Jesus e Maria. Depois do terço reza-se a Ladainha de Nossa Senhora.
É muito louvável que nesses sábados se participe da Missa e se receba a santa comunhão.
Para se alcançar as graças que se desejam, peçamos também por toda a Santa Igreja, pelos nossos parentes, amigos, conhecidos, benfeitores, pois esta caridade para com o próximo, atrairá para nós mesmos a misericórdia de Deus, mediante a poderosa intercessão de Nossa Senhora.


ORAÇÕES PARA O INÍCIO DO TERÇO

Pelo sinal da Santa Cruz, livre-nos Deus nosso Senhor de nossos inimigos. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Creio em Deus Pai todo poderoso, criador do céu e da terra. E em Jesus Cristo, seu único filho, nosso Senhor; que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria; padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado. Desceu a mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos céus; está sentado à direita de Deus Pai todo poderoso, donde a de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo; na Santa Igreja católica; na comunhão dos santos; na remissão dos pecados; na ressurreição da carne; na vida eterna. Amém.

Oferecimento:

Divino Jesus, nós vos oferecemos este terço que vamos rezar, contemplando os mistérios da nossa Redenção. Concedei-nos pela intercessão de Maria, vossa Mãe santíssima, q quem nos dirigimos, as virtudes para bem rezá-lo e a graça de ganharmos as indulgências anexas a esta santa devoção.



3º (Sábado)

3º Mistério Gozoso


 O Nascimento de Jesus

Hoje vos nasceu um Salvador, o Cristo Senhor (Lc 2,11).


Primeira Dezena

Ficou Nossa Senhora três meses com Santa Isabel. Voltando para casa em Nazaré, veio a ordem do imperador romano para o recenseamento. Para cumpri-lo deviam ir à cidade de Belém, à qual pertencia a família de São José.
Isto significava cinco dias de viagem penosa e fatigante; obedeceram no entanto, vedo aí a vontade de Deus.
Chegando a Belém, José apressou-se a procurar um lugar onde Maria pudesse acomodar-se. Percorreram toda a cidade, entre parentes e conhecidos, e sempre a mesma resposta: Impossível, tudo ocupado. Aqui se cumpriu a palavra do Evangelista: “ Veio para os seus, mas estes não o receberam”.
Que aflição! Exaustos pela viagem, Nossa Senhora, na iminência de dar à luz, não encontraram um canto para se abrigarem. Mas não se queixam, nem duvidam da proteção de Deus.
Finalmente, dirigem-se a uma gruta abandonada, fora da cidade e ali se instalam. Esta servia de abrigo para o gado, mas felizmente estava desocupada. Maria e José aliviados agradecem ao Senhor.
Aprendamos a ver em tudo a providência de Deus e a confiar sempre em tudo a providência de Deus e a confiar sempre em sua proteção

Bendigamos o Senhor.
Graças a Deus.
Pai-Nosso... 10 Ave-Marias...  Glória ao Pai...


Segunda Dezena

Vê como Nossa Senhora e São José entram naquela gruta escura, fria e suja. Ali iria nascer o Filho de Deus. É esse o berço do Rei eterno, a quem tudo pertence no céu e na terra? O Filho de Deus. E esse o berço do Rei eterno, a quem tudo pertence no céu e na terra? O Filho de Deus entra no mundo sofrendo, para reparar nossos pecados. Jesus se fez pobre para nos tornar ricos eternamente, diz São Paulo.
Maria compreende o mistério; adora a misericórdia divina e deseja, com o calor de seu amor e a luz de sua pureza, reparar aquele desconforto e despojamento. Estão sossegados e satisfeitos. Nenhuma queixa, Deus está próximo! Tudo assim dispôs.
Era a santa noite de Natal. Os habitantes de Belém recolhiam-se, nada suspeitando do mistério daquela grandiosa hora. Somente José e Maria vigiavam, à luz escassa de um fogo e aguardavam em silêncio e oração o maior acontecimento, desde a criação do mundo.
Todas as vezes que comungamos Jesus vem nascer em nossa alma. Como a gruta de Belém ela é pobre de amor e pouco limpa por causa dos nossos pecados e faltas. Antes de recebermos o Pão divino, peçamos a Nossa Senhora, a São José  e aos Anjos e Santos, prepararem nossa alma para receber Jesus com mais amor e devoção.

Bendigamos ao Senhor.
Graças a Deus.
Pai-Nosso... 10 Ave-Marias... Glória ao Pai...


Terceira Dezena

Aproximava-se a meia-noite, Nossa Senhora reza e quando chega ao mais elevado grau de seu êxtase, vem ao mundo seu Divino Filho. Assim como Jesus entrou no Cenáculo através das portas fechadas, assim saiu do seio de sua Mãe sem lhe ofender a integridade virginal. Maria fez-se Mãe sem deixar de ser virgem. Deu o fruto sem perder a flor; é Mãe de Deus e a virgem das virgens.
Contempla aquela cena: Jesus recebe a primeira adoração da mais santa e pura das criaturas.
Não sente a pobreza do estábulo, o frio da noite, o abandono dos homens, porque em Maria tem um paraíso de delícias. O Evangelho diz que Jesus foi o filho primogênito de Nossa Senhora, porque os outros filhos seríamos nós. Temos a mesma Mãe que Deus. Cantemos com os Anjos: Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade.
Mãe querida, queremos sempre ter esta boa vontade de amar e servir a Jesus, de praticar seus ensinamentos, seguir seu exemplo, amar o que Ele ama, evitar o pecado, única coisa que d’Ele nos pode separar.

Bendigamos ao Senhor.
Graças a Deus.
Pai-Nosso... 10 Ave-Marias... Glória ao Pai...


Quarta Dezena

Ainda não amanhecera. Maria e José, enlevados, contemplavam com imensa felicidade Jesus Menino, quando ouvem o rumor de recém-chagados.
Eram pastores. Estavam nos campos vizinhos vigiando os seu rebanhos, quando um anjo refulgente de luz, lhes aparece e diz: Anuncio-vos uma grande alegria, nasceu para vós o Salvador em Belém.
Imediatamente se puseram a caminho, e agora estão aí para adorar o Menino Deus.
Que alegria para Nossa Senhora ver a fé e sinceridade destes simples pastores, os primeiros escolhidos por Jesus para seus adoradores.
Mostra-lhe o Menino, dá-o para que se recreiem com Ele. Que recompensa a da simplicidade e obediência: possuir Jesus.
Eva comeu o fruto proibido, deu-o Adão e perdeu-nos.
Maria nos dá o fruto de seu seio, Jesus, e salva-nos.
Jesus nos mostra o caminho que escolheu para vir a nós; é o que também devemos seguir para ir a Ele.
É sua vontade dar-nos todas as graças por intercessão de Maria, e tanto mais receberemos quanto maior for nossa fé, obediência e simplicidade.

Bendigamos ao Senhor.
Graças a Deus.
Pai-Nosso... 10 Ave-Marias... Glória ao Pai...


Quinta Dezena

Muito longe de Belém, no Oriente, apareceu uma estrela nova, miraculosa. Três magos compreendem que ela é o sinal do aparecimento do Salvador no mundo, e por inspiração de Deus resolvem procurá-lo.
Seguindo a estrela chegam a Jerusalém, mas aí não encontram Jesus Continuam a viagem até Belém, onde encontram o Menino com Maria.


Prostrando-se O adoram e abrindo seus tesouros lhe oferecem presentes de ouro, incenso, a divindade. A mirra, a humanidade e o sofrimento.
Em nossa vida também brilha uma estrela: a vocação que devemos seguir, para cumprir a missão que Deus nos confiou neste mundo. Se lhe formos fiéis, no fim da viagem desta vida encontraremos Jesus, com quem seremos eternamente felizes.
Para acertar o caminho olhemos sempre para Maria, a estrela que nos iluminará os passos, que nos confortará nas fadigas e nos ensinará a não perder nenhuma inspiração do céu, que tantos bens nos podem trazer.

Vivência para a semana – Desprendimento

Jesus nasceu, viveu e morreu pobre para nos ensinar o desprendimento das coisas da terra.
Usemos delas o quanto são necessárias para viver, mas não apeguemos a elas o nosso coração.
Quando morrermos, nada levaremos para a outra vida, senão o bem que praticamos. Saibamos partilhar o que temos com os necessitados.
Não invejemos a quem tem mais posses que nós. Riqueza é responsabilidade e não compra amor, saúde, paz, felicidade.
Ajuntemos tesouros para o céu – como diz Jesus – onde os ladrões não roubam, a ferrugem não corroem, as traças não estragam.

Bendigamos ao Senhor.
Graças a Deus.
Pai-Nosso... 10 Ave-Marias... Glória ao Pai...



ORAÇÕES FINAIS
Terminado o Terço:

Infinitas graças vos damos, soberana Princesa, pelos benefícios que todos os dias recebemos de vossas mãos liberais. Dignai-vos agora e para sempre tomar-nos debaixo do vosso poderoso amparo e para mais vos obrigar vos saudamos com uma Salve Rainha.

Salve Rainha, Mãe de misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve. A vós bradamos os degredados filhos de Eva. A vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei; e depois deste desterro mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre virgem Maria. Rogai por nós Santa Mãe de Deus; para sejamos dignos das promessas de Cristo.

À vossa proteção nós recorremos, ó Santa Mãe de Deus. Não rejeiteis as súplicas que em nossas necessidades vos dirigimos, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita.

Ladainha de Nossa Senhora

Senhor, tende piedade de nós
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós
Jesus Cristo, ouvi-nos,
Jesus Cristo, atendei-nos.
Deus Pai dos céus, tende piedade de nós.
Deus Filho, Redentor do mundo, tende piedade de nós.
Deus Espírito Santo, tende piedade de nós
Santíssima Trindade que sois um só Deus, tende piedade de nós.
Santa Maria, rogai por nós.
Santa Mãe de Deus,
Santa Virgem das virgens,
Mãe de Jesus Cristo,
Mãe da divina graça,
Mãe purríssima,
Mãe castíssima,
Mãe imaculada,
Mãe intacta,
Mãe amável,
Mãe admirável,
Mãe do bom conselho,
Mãe do Criador,
Mãe do Salvador,
Mãe da Igreja,
Virgem prudentíssima,
Virgem venerável,
Virgem louvável,
Virgem poderosa,
Virgem benigna,
Virgem fiel,
Espelho de justiça,
Sede de sabedoria,
Causa de nossa alegria,
Vaso espiritual,
Vaso honorífico,
Vaso insigne de devoção.
 Rosa mística,
Torre de Davi,
Torre de Davi,
Torre de marfim,
 Casa de ouro,
Arca da aliança,
Porta do céu,
Estrela da manhã,
Saúde dos enfermos,
Refúgio dos pecadores,
Consoladora dos aflitos,
Auxílio dos cristãos,
Rainha dos anjos,
Rainha dos patriarcas,
Rainha dos profetas,
Rainha dos Apóstolos,
Rainha dos mártires,
Rainha dos confessores,
Rainha das virgens,
Rainha de todos os santos,
Rainha concebida sem pecado original,
Rainha assunta ao céu,
Rainha do santíssimo rosário,
Rainha da Paz.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós.

Oremos:

Ó Deus, cujo Unigênito nos mereceu por sua vida, morte e ressurreição, as recompensas da eterna salvação, fazei, vo-lo pedimos, com que honrando estes mistérios do santíssimo rosário da bem-aventurada Virgem Maria, imitemos o que encerram e obtenhamos o que prometem. Pelo mesmo Cristo nosso Senhor. Amém.

Bênção de Nossa Senhora

Com vosso Divino Filho, abençoai-nos piedosa Virgem Maria. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

A Paz!




14 DE JULHO
São Camilo de Lellis
Presbítero (memória facultativa)

São Camilo de Lellis (1550 – 1614) foi um religioso italiano. Criou a Ordem São Camilo. É o padroeiro dos enfermos e dos hospitais. Foi declarado santo no dia 29 de junho de 1746, pelo Papa Bento XIV.
São Camilo de Lellis (1550 – 1614) nasceu em Bacchianico, cidade do reino de Nápoles, Itália, no dia 25 de maio. Na idade de 6 anos perdeu o pai, oficial do exército. Mal sabia ler e escrever alistou-se no exército e, aos 18 anos apenas, tomou parte numa campanha contra os turcos. 
Gravemente doente, voltou a Roma, onde foi internado no hospital dos incuráveis. A paixão, porém, pelo jogo fez com que o demitissem daquele estabelecimento. Posto na rua, doente, pobre, procurou serviço como servente de pedreiro, trabalhando em seguida numa casa que os capuchinhos estavam construindo. Uma conversa que teve com o guardião do convento, abriu-lhe os olhos. Largou do jogo, fez penitência e invocou a misericórdia divina. Camilo tinha então 25 anos. 
Entrou na Ordem dos Capuchinhos, onde fez o noviciado e passou depois para os Franciscanos. Estes, porém, não lhe consentiram a permanência na Ordem, por causa de uma úlcera que tinha no pé, e que pelos médicos fora declarada incurável. Dirigiu-se ao hospital Santiago, em Roma, onde foi aceito e como não tinha dinheiro ofereceu-se para trabalhar como servente e enfermeiro. Dedicou exclusivamente ao serviço dos enfermos.
Observando que os pobres doentes sofriam muitas privações, em 1582 Camilo começou a procurar pessoas que aceitassem socorrer os pobres e doentes e criou uma Irmandade que teve o apoio do Papa Sisto V. Os primeiros irmãos eram leigos, mais em seguida alguns sacerdotes se juntaram à Irmandade. Adquiriram uma casa, onde moravam em comunidade. A Irmandade deu tão certo que em pouco tempo, Camilo teve que abrir novos Institutos na Itália, Sicília e outras partes da Europa. Seguindo ainda o conselho de São Filipe Nery e o exemplo de Santo Inácio, apesar de seus 32 anos, voltou ao estudo foi ordenado Sacerdote.
Por ocasião da peste em Roma, embora doente e sofrendo dores horríveis no pé, ia de casa em casa, procurando, socorrendo e consolando os pobres doentes. Numerosos são os casos, em que foi visto levando nas costas os doentes ao hospital, onde os tratava com a maior dedicação. Quando a peste chegou em Milão e Nola, Camilo acompanhou-a levando consigo a caridade e zelo apostólico. Muitos doentes recuperaram a saúde só pela palavra e oração do Sacerdote. Em 1591 o Papa Gregório XIV reconheceu a Irmandade como uma Ordem Religiosa. 
Camilo era humilde e, por causa da humildade era muito querido em Roma. Chorando sempre os pecados da mocidade, dizia-se indigno de morar entre os homens e merecedor do inferno. Palavras de elogios entristeciam e irritavam-no. Não permitia que o chamassem fundador duma Ordem e depois de 27 anos de Superior, pediu que lhe tirassem este fardo, e o pusessem debaixo da obediência. Camilo era caridoso para com os outros e severo para consigo. 
Muitos doente e desenganado pelos médicos, Camilo recebeu o Santo Viático das mãos do Cardeal Ginnásio, protetor da Irmandade. Vendo a sagrada Hóstia disse, com as lágrimas nos olhos: “Alegro-me por me terem dito que entrarei na casa do Senhor. Reconheço, Senhor, que sou dos pecadores o mais indigno de receber vossa graça”.
Camilo de Lellis faleceu em Roma no dia 14 de Julho de 1614. Enquanto os médicos preparavam seu corpo para o sepultamento, perceberam que a úlcera de seu pé havia desaparecido. Em 1746 foi canonizado por Bento XIV. São Camilo é padroeiro dos enfermos e dos hospitais.


18 DE JULHO DE 2010, NAS APARIÇÕES DE JACAREÍ – SP – BRASIL, SÃO CAMILO DE LELLIS COMUNICOU AO VIDENTE MARCOS TADEU TEIXEIRA, À SEGUINTE MENSAGEM:


"- Amados irmãos! Eu, CAMILO DE LELLIS servo do Senhor, servo da Virgem Maria vos saúdo e vos dou hoje a paz. Paz ao vosso coração! Paz à vossa alma! Paz à vossa vida! Nada perturbe a vossa Paz! Que a vossa Paz seja Deus! Que a vossa Paz seja a Mãe de Deus!
Que a vossa Paz seja a continua prática, obediência e observância da Palavra de Deus, da Palavra do Senhor, que vos é dirigida neste tempo, nestas Aparições. Que a vossa paz seja a Verdade, seja o viver continuamente em Deus, em Sua graça, em Sua lei, em Sua Amizade. Nada, nem ninguém poderá destruir a vossa paz, se a vossa paz for Deus, for o amor incondicional, total, pleno a Ele e à Maria Santíssima, se a vossa paz for a obediência à palavra, às Mensagens Deles, nada, nem ninguém poderá jamais roubar esta paz dos vossos corações e das vossas almas.Vós sabeis que Eu sou o padroeiro dos médicos, dos enfermeiros, dos que cuidam dos que sofrem e dos doentes.

É a Minha missão ser o enfermeiro das vossas almas, ser o enfermeiro dos vossos corações, tantas vezes cansados e abatidos das batalhas contra o demônio, contra o pecado, contra a dureza, a rebeldia e a desobediência das almas que encontrais no vosso caminho e que não aceitam as Mensagens da Senhora, que não querem o que Ela quer, que não querem cumprir as ordens Dela, as ordens do Senhor.

É Minha missão curar sempre mais as vossas almas, que sofrem o choque do bem contra o mal, da verdade contra a mentira, da fé contra a incredulidade e apostasia, da obediência contra a desobediência que encontrais em tantas almas todos os dias e que ao chocarem ao vosso coração tantas vezes deixam em vossos corações marcas profundas de tristeza, perplexidade, desânimo e desalento.

É Minha missão curar essas feridas em vós, dar-lhes novo ânimo, novo alento, novo vigor no serviço do Senhor e de Maria Santíssima e levar-vos sempre mais adiante, sempre mais à frente, como apóstolos corajosos e destemidos que não se envergonham de levar a luz, que não se amedrontam diante da recusa do mundo em receber essa luz, que não se intimidam diante das ameaças do mundo, sempre mais rebelde a Deus e à Sua lei de amor.

É Minha missão curar os vossos corações também das feridas provocadas em vós pelo pecado que ainda trazeis dentro de vós. Estas misérias, estas chagas abertas em vós devido aos vossos defeitos sempre repetidos e cometidos, os vossos pecados sempre repetidos e cometidos, essas chagas Eu quero curar com o bálsamo do amor divino, com a doçura do Céu, com o amor da comunhão de todos os Santos que por vós rezam, por vós intercedem, por vós lutam, por vós também batalham a cada dia procurando sempre mais afastar de vós o mal, a violência, as ocasiões de pecado, as armadilhas do inimigo, de forma que, cada dia o vosso coração sempre mais forte, sempre mais vigoroso ame a Deus com todas as suas forças, ame a Virgem Santíssima com todas as suas forças e ame o próximo, trabalhe pela salvação das almas cada vez mais para maior alegria do Senhor, para maior contentamento do Coração Imaculado de Maria e júbilo de todo o Paraíso.

É Minha missão curar as vossas almas e os vossos corações das feridas provocadas pelo demônio. Ele golpeia-os cada dia mais com tentações, com sugestões, com idéias que vos levam ao pecado, pois ele conhece as vossas más inclinações, conhece as vossas fraquezas, estuda, analisa o vosso comportamento, o vosso jeito de ser, a vossa tendência natural ao mal e arma os planos mais inteligentes para um Anjo decaído como ele para levar-vos todos os dias a ofender o Senhor, a vos afastardes Dele e de Maria Santíssima pelo pecado, fazendo com que caiais continuamente em vossas fraquezas.

Quero curar os vossos corações destas chagas que o inimigo da vossa salvação abriu, levando-vos sempre mais a resistirdes ao mal, a opordes às tentações do demônio as virtudes, aos vossos defeitos opordes as virtudes, levando-vos cada dia mais também a viverem uma vida de profunda oração, intimidade e comunhão com Deus, com Maria Santíssima, conosco os Santos e com os Anjos. Levo-vos cada dia mais ao amor maior, mais abrasado e profundo à Palavra de Deus, à Palavra de Maria Santíssima, às Mensagens Celestes que já há 20 anos vos são dadas aqui e que em tantos lugares da Terra já há muitos mais anos.

É minha missão levar-vos a uma vida de profundo sacrifício e penitência, de renúncia a vós mesmos e à vossa vontade corrompida, de renúncia ao mal e de perfeita mortificação de todos os vossos desejos desordenados para que assim, cada dia mais, vivendo uma vida perfeita na oração, no sacrifício, na penitência, na sobriedade, na temperança, no equilíbrio cristão dos Santos, na perfeita renúncia de vós mesmos e do mundo, possais seguir cada vez mais fortes e mais resistentes às tentações e à ação do inimigo infernal, do nosso inimigo que todos os dias trama a vossa condenação.  Assim, escapareis sempre mais ilesos e cada vez mais fortes de suas tentações e ciladas e vós então, como verdadeiros campeões, guerreiros vitoriosos da santidade podereis um dia chegar junto de Nós no Céu e receber aquela coroa que Nós, os Santos, já recebemos por termos combatido o bom combate aguerridamente até o final.

É Minha missão curar-vos de todos os males também do vosso coração, do vosso íntimo, da vossa mente, da vossa natureza humana e até mesmo do vosso corpo porque o Senhor deseja que vós sejais guerreiros, soldados plenamente fortes, plenamente firmes, plenamente aguerridos na luta, na batalha pela salvação das almas e para fazer a Verdade, a santa Fé Católica, o Coração Imaculado de Maria triunfar no mundo. Pedi-me as graças, as curas para a alma, pois essas todas Deus quer vos conceder. Pedi-me as graças de cura para o corpo, mas sem vos apegar-vos a elas, porque muitas vezes Deus permite a vós também o sofrimento para que com ele vós possais salvar mais almas, mas pedi-me, porque muitas curas físicas o Senhor deseja realizar por meio de Mim, para que tenhais saúde, não para voltardes ao mundo e vos perderdes com o mundo, mas para que vos torneis apóstolos valorosos, na luta pela salvação das almas, pelo triunfo do bem sobre o mal, da luz sobre as trevas, da verdade sobre a mentira, de Deus sobre Satanás, do Céu sobre o Inferno.

Eu prometo rogar por vós, incessantemente, como já tenho feito até agora a todo o instante no trono do Senhor e de Sua Mãe Santíssima. Vivei a verdadeira devoção a Nós, os Santos, pois essa verdadeira devoção vos levará ao Céu, ao Paraíso, a Deus, e Nós os Santos do Senhor vos conduziremos em segurança pela estrada certa, que Nós já descobrimos, trilhamos e com a qual chegamos vitoriosos ao Céu. Nós vos levaremos por esta estrada e não descansaremos enquanto não vos vermos Conosco na glória eterna.

Deixai-vos conduzir por Nós, deixai-vos guiar por Nós, formar por Nossas Mensagens, as Mensagens que vos damos aqui. Fazei a nossa Hora de oração às quartas-feiras com mais amor, porque através dessa ‘Hora Santa’ vos transformaremos naqueles maiores Santos que a Santíssima Virgem deseja produzir no final dos tempos para maior glorificação de Deus, da Santíssima Trindade, da Verdade e para maior humilhação, derrota e desgraça no Inferno e suas potências. Vós sois chamados a serdes estes Santos e os sereis de fato, se vos deixardes conduzir e formar por Nossas Mensagens.
A todos neste momento, Eu CAMILO DE LELLIS, abençôo generosamente com a Mãe de Deus e com todos os Santos e Anjos do Paraíso. A paz, Marcos, predileto dos Santos, amado dos Santos, eleito nosso.
“A paz, Meu povo bem amado.” 


Nenhum comentário:

Postar um comentário