.

.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011



"A festa da natividade de São João Batista ocorreu no dia 24 de junho. Ela faz parte da tradição dos cristãos como esta que celebramos hoje, do martírio de São João Batista. Ele que pela sua vida e missão, foi consagrado por Jesus como o último e maior dos profetas: "Em verdade eu vos digo, dentre os que nasceram da mulher, não surgiu ninguém maior que João, o Batista... De fato, todos os profetas, bem como a lei, profetizaram até João. Se quiserdes compreender-me, ele é o Elias que deve voltar." (Mt 11:11-14)
Filho de Zacarias e Isabel, João era primo de Jesus Cristo, a quem "precedeu" como um mensageiro de vida austera, segundo as regras dos nazarenos.
São João Batista desejava que todos estivessem prontos para acolher o Mais Forte por isso, impelido pela missão profética, denunciou o pecado de governador da Galileia: Herodes, que escandalosamente tinha raptado Herodíades (sua cunhada) e com ela vivia como esposo.
Preso por Herodes Antipas em Maqueronte, na margem oriental do Mar Morto, aconteceu que a filha de Herodíades (Salomé) encantou o rei e recebeu o direito de pedir o que desejasse, sendo assim, proporcionou o martírio do santo, pois realizou a vontade de sua vingativa mãe: "Quero que me dês imediatamente num prato, a cabeça de João, o Batista" (Mc 6:25)
Desta forma, através do martírio, o Santo Precursor deu sua vida e recebeu em recompensa a Vida Eterna reservada àqueles que vivem com amor e felicidade os mandamentos de Deus.

São João Batista, rogai por nós!

Nenhum comentário:

Postar um comentário