.

.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011


São Luís Maria Grignion de Montfort e os Apóstolos dos Últimos Tempos


São Luís Maria Grignion de Montfort e os Apóstolos dos Últimos Tempos

SÃO LUIZ MARIA GRIGNION DE MONTFORT
Santos da maior envergadura viram profeticamente a vinda desses Apóstolos dos Últimos Tempos. Nenhum tratou deles tão profundamente como São Luís Maria Grignion de Montfort.

Na Oração Abrasadaele pede a Deus:

“Lembrai-vos, Senhor, lembrai-vos da vossa Congregação que desde o princípio vos pertenceu, e em que pensastes desde toda a eternidade. (...)

“Suscitai homens de vossa destra, tais quais mostrastes a alguns de vossos maiores servos, a quem destes luzes proféticas, a um São Francisco de Paula, a um São Vicente Ferrer, a uma Santa Catarina de Siena, e a tantas outras grandes almas” .

No seu célebre Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, São Luís Grignion de Montfort apresenta uma visão divinamente inspirada do perfil moral desses apóstolos:

“Mas quem serão esses servidores, esses escravos e filhos de Maria?

“Serão ministros do Senhor ardendo em chamas abrasadoras, que lançarão por toda parte o fogo do divino amor.

“Serão sicut sagittae in manu potentis [como flechas na mão do poderoso] (Sl 126,4), flechas agudas nas mãos de Maria toda poderosa, pronta a traspassar seus inimigos.

“Serão filhos de Levi, bem purificados no fogo das grandes tribulações e bem colados a Deus, que levarão o ouro do amor no coração, o incenso da oração no espírito e a mirra da mortificação no corpo, e que serão em toda parte, para os pobres e os pequenos, o bom odor de Jesus Cristo. E para os grandes, os ricos e os orgulhosos do mundo, um odor repugnante da morte.

SÃO LUIZ MARIA GRIGNION DE MONFORT
“Serão nuvens trovejantes esvoaçando pelo ar ao menor sopro do Espírito Santo; que, sem apegar-se a coisa alguma, nem admirar-se de nada, nem preocupar-se, derramarão a chuva da palavra de Deus e da vida eterna.

“Trovejarão contra o pecado, lançarão brados contra o mundo, fustigarão o demônio e seus asseclas. E para a vida ou para a morte, traspassarão lado a lado, com a espada de dois gumes da palavra de Deus (cfr. Ef 6,17), todos aqueles a quem forem enviados da parte do Altíssimo.

“Serão verdadeiros apóstolos dos últimos tempos. E o Senhor das virtudes lhes dará a palavra e a força para fazer maravilhas e alcançar vitórias gloriosas sobre seus inimigos. Dormirão sem ouro nem prata.

“E, o que é melhor, sem preocupações, no meio de outros padres, eclesiásticos e clérigos, inter medios cleros (Sl 67,14). E no entanto possuirão as asas prateadas da pomba para voar, com a pura intenção da glória de Deus e da salvação das almas, onde os chamar o Espírito Santo, deixando nos lugares em que pregarem o ouro da caridade, que é o cumprimento da lei (Rom 13,10).

“Sabemos que serão verdadeiros discípulos de Jesus Cristo, andando nas pegadas de sua pobreza e humildade, do desprezo do mundo e caridade, ensinando o caminho estreito de Deus na pura verdade, conforme o santo Evangelho. E não pelas máximas do mundo, sem se preocupar nem fazer acepção de pessoa alguma, sem poupar, escutar ou temer nenhum mortal, por poderoso que seja. Terão na boca a espada de dois gumes da palavra de Deus.

“E em seus ombros ostentarão o estandarte ensangüentado da cruz. Na mão direita o crucifixo, na esquerda o rosário, no coração os nomes sagrados de Jesus e Maria. E em toda a sua conduta a modéstia e a mortificação de Jesus Cristo.

“Eis os grandes homens que hão de vir, suscitados por Maria, em obediência às ordens do Altíssimo, para que seu império se estenda sobre o império dos ímpios, dos idólatras e dos maometanos. Quando e como acontecerá? Só Deus o sabe!... Quanto a nós, cumpre calar, orar, suspirar e esperar: Expectans exspectavi (Sl 39,2)”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário